28 de fevereiro de 2011

David Soares no "Café com Letras"

  Promover a criação de um espaço informal de encontro entre os leitores das bibliotecas e autores contemporâneos é o principal objectivo do projecto ‘Café com Letras’, uma iniciativa das Bibliotecas Municipais de Oeiras, com o patrocínio da estação de rádio TSF, dirigido prioritariamente ao público adulto e juvenil com hábitos de leitura já constituídos.
David Soares é o próximo convidado do Café Com Letras, a realizar dia 2 de Março, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal de Algés. O moderação estará ao cargo do jornalista Carlos Vaz Marques.

Festa da Poesia na Casa da América Latina

  Em Março, estão todos convidados para se juntarem a nós numa homenagem às grandes poetisas da América Latina, em torno de quem preparámos um programa variado que se estende por todo o mês. Assinalando igualmente os Dias Internacionais da Poesia e da Mulher, criámos a “Festa da Poesia na Casa da América Latina”, onde a poesia feminina ocupa um lugar especial. Nomes como Dulce María Loynaz, Angela Botero, Blanca Varela, Carilda Oliver Labra, Delmira Agustini, Gioconda Belli, Jacicarla Souza da Silva, Cecília Meireles, Juana de Ibarboron, Gabriela Mistral, Juana Ines de la Cruz, Julia Prilutzky Farny, Dulce Tortura, Lina Zeron, Adélia Prado e outros surgirão em momentos diferentes da programação.

Agenda:

2 de Março, 18h30 - Ode às Poetisas: Recital por Ana Luísa Amaral, Filipa Leal e Maria Teresa Horta

9 de Março, 19h00 -  Palavra Encantada – Projecção do filme de Helena Solberg apresentado por Inês Pedrosa

16 de Março, 18h30A América Latina em Portugal – Recital por Lauren Mendinueta com a participação de Luís Represas

23 de março, 18h30 - Sor Juana Inés de la Cruz: no limiar da liberdade intelectual no México colonial - Comunicação por Isabel Araújo

25 de Março, 18h00 - Maratona de Poesia das seis à meia-noite, dia 25 de Março. Os interessados poderão levar o seu livro e participar, recitando ou apenas apreciando a poesia latino-americana. Sessão dinamizada pelo poeta e editor Ozias Filho (Edições Pasárgada) e a jornalista Francisca Cunha Rêgo (JL).

27 de fevereiro de 2011

Leituras Digitais (20 a 26 de Fevereiro)


Rubrica semanal de notícias e artigos relacionados com a edição de livros digitais.

  But this changed. Now it’s not “we’re using web tech to make e-books”, it’s “we’re using e-books to package web tech”. It’s not about making books anymore, it’s about using web tech offline. You think I’m exaggerating? Do you know what term was used to “succinctly describe EPUB” during development of EPUB3? Here it comes: “website in a box”. I’m not kidding. It was used in the IDPF meetings and was even in the November 12, 2010 draft of the EPUB Overview document.
  In this exclusive essay for Publishing Perspectives, Philip Downer, the former CEO of Borders UK, discusses whether Borders’ management really is to blame for the company’s bankruptcy.
  And here is where the e-book comparison comes in, because we’ve heard many complaints about the shoddy quality of editorial proofing for commercial e-books, notably Kindle editions. In some cases it seems as if they were simply put through an OCR script and then posted the way they were. But on the other hand, a lot of pirate scanned e-books have been painstakingly proofread and corrected by the scanners, or by people who got them after the scanners released them. You commonly see “version” notifications on some of the more popular titles, indicating how many times the files have been revised. After all, pirated e-books are released in digital, editable formats, and many people take the time to do just that.
  The Internet has changed everything — from the way people use media to their buying habits. For many Germans, finding out more about a book online and also buying it on the Web has long become as normal as having a cup of coffee with breakfast. Additionally, customers can now access for free online information for which they previously had to pay. This is creating a drain on sales which, say many, will never be recouped. The fact is that traditional bookstores, both large and small, spent a long time hesitating before putting together their own attractive alternative to the likes of Amazon — yet now they’re busy making up for lost time.
  Japan’s book market is said to be worth around $24 billion (it’s the world’s biggest and about 4x the size of the local video game industry), which means it’s not a big surprise that e-publishing is currently one of the “hot” trends in the country’s tech sector.
  And yesterday, Japan’s biggest business daily The Nikkei reported that the local industry made quite an important decision: book publishers and electronics companies have agreed to adopt EPUB 3.0, an open e-book standard that’s currently common in the US, Europe and other places.
  Rather than there just being one copy of that famous person’s notes, why not offer them for sale to anyone else who buys the ebook? I’d pay more to see Bill Gates’ notes on some of the books I’ve read.  The idea is for thought leaders, celebrities, etc., to make handwritten notes in ebooks they read and sell them as an add-on.  Like most rich/famous people, Bill doesn’t need the money, so he could donate it to his Foundation if he chooses to.  There would be two versions of the ebook available: One without notes at the current (lower) price and one with the VIP notes at a slightly higher price.
  Many authors are looking at the growth in digital, the decline in mass market sales, the reduction of Borders’ footprint, the decreased orders from Wal-mart and thinking, hey, this digital thing might not be so bad after all.  I think with the inclusion of digital book sales by the NYTimes and USA Today, digital books are finally gaining an imprimatur of respectability.  For the record, while at TOC, a bunch of us made predictions about what the digital book market would be like at the end of 2011. I said it would represent 60% of trade publishing revenue.  A year ago, I probably predicted that 30% wouldn’t be achieved for five years.
  Print on demand, digital and self-publishing are continuing to push up the number of books published in the UK and overseas, according to new output data issued by Nielsen Book. The statistics also reveal that the number of publishers has risen with 2010 seeing 3,151 new publishers registering for an ISBN, the highest for 10 years.
  The Internet Archive, in conjunction with 150 libraries, has rolled out a new 80,000 e-book lending collection today on OpenLibrary.org. This means that library patrons with an OpenLibrary account can check out any of these e-books.
  However, while there is a nascent market for comics on e-book readers like the Kindle and B&N’s color device, the Nook, Amazon’s recently introduced digital “delivery fee,” charging publishers 15 cents per megabyte to transfer a book’s file to the Kindle, has forced some comics publishers to rethink using the Kindle platform.
  In the Kindleworld blog article on the coming Kindle for Web, it was noted that this web-app will make Kindle books readable IN FULL on web browsers and will support Chrome OS devices, including the new Chrome OS Notebook, as well as the Chrome browser and other web browsers."  Also, Amazon's web app description states that anywhere we have a web browser, we'll see that our Kindle reading library, last page read, bookmarks, notes, and highlights are always available no matter where we bought the Kindle books or how we choose to read them.
  For this reason and because Kindle books and the ability to buy them via a web-browser will be accessible on Android tablets, it will be Apple's loss if Apple execs decide to discourage Kindle or other ebook-reader apps for Apple devices.
New York Times E-Book Best Sellers

  These lists are an expanded version of those appearing in the March 6, 2011 print edition of the Book Review, reflecting sales for the week ending February 19, 2011.

E-Book Fiction

1.                      ALONE, by Lisa Gardner
2.                      TICK TOCK, by James Patterson and Michael Ledwidge
3.                      WATER FOR ELEPHANTS, by Sara Gruen
4.                      THE GIRL WITH THE DRAGON TATTOO, by Stieg Larsson
5.                      THE GIRL WHO KICKED THE HORNET’S NEST, by Stieg Larsson

E-Book Nonfiction

1.                      UNBROKEN, by Laura Hillenbrand
2.                      HEAVEN IS FOR REAL, by Todd Burpo with Lynn Vincent
3.                      DECISION POINTS, by George W. Bush
4.                      _____ MY DAD SAYS, by Justin Halpern
5.                      THE IMMORTAL LIFE OF HENRIETTA LACKS, by Rebecca Skloot

Vídeos

New Kindle Commercial – “The Book Lives On”

McGraw-Hill's iPad-enhanced eBooks by Inkling

26 de fevereiro de 2011

Vencedores dos Prémios de Edição LER/Booktailors 2010

 
Já são conhecidos os vencedores da edição de 2010 dos Prémios de Edição LER/Booktailors, anunciados ontem, 25 de Fevereiro, numa cerimónia realizada no Correntes d’Escritas. O encontro de escritores na Póvoa de Varzim encerra hoje com a entrega dos Prémios Literários Casino da Póvoa, Correntes d´Escritas/Papelaria Locus, Conto Infantil Ilustrado, Correntes d´Escritas/Porto Editora e Fundação Dr. Luís Rainha.
LISTA DE VENCEDORES

Melhor Design de Literatura:
A Ilha (Studio Andrew Howard; Ahab Edições)
Melhor Design de Não-Ficção:
As Entrevistas da Paris Review (Vera Tavares; edições tinta-da-china)
Melhor Design de Infanto-Juvenil:
Depressa, Devagar (Bernardo Carvalho; Editora Planeta Tangerina)
Melhor Design de Gastronomia:
Sabores de África (Hugo Andrade; Porto Editora)
Melhor Design de Arte e Fotografia:
Em Voz Baixa (Rafat Bartkowicz e Marian Nowinski; Qual Albatroz)
Melhor Design de Colecção:
Literatura de Humor (Vera Tavares; Edições tinta-da-china)
Melhor Design de Livro Escolar:
Sociologia 12 (Fátima Buco; Texto Editores)
Melhor Ilustração Original:
Galileu, à Luz de uma Estrela, Afonso Cruz (Texto Editora)
Melhor Fotografia Original:
Moderno Tropical, Inês Gonçalves (edições tinta-da-china)

Prémio Especial Edição (Carreira):
Carlos da Veiga Ferreira (Teorema)
Prémio Especial Tradução:
Paulo Faria
Prémio Especial Livraria Independente:
Livraria Centésima Página
Prémio Especial Blogue de Edição:
Ciberescritas, Isabel Coutinho
Prémio Especial Artes Gráficas:
Vera Tavares
Prémio Especial Promoção de Autor Português:
Promoção de «Livro», José Luís Peixoto (Quetzal Editores)
Prémio Especial Inovação:
Plataforma de e-books (Mediabooks)
Prémio Especial Jornalista ou Imprensa de Edição:
José Mário Silva
Prémio Especial Livreiro:
Isabel Castanheira (Livraria 107 – Caldas da Rainha)
Prémio Especial Editora Revelação:
Ahab Edições
Prémio Especial Editora do Ano:
Quetzal Editores

25 de fevereiro de 2011

Debate: A Nova Literatura de Portugal e do Brasil

Um debate com João Paulo Cuenca e Rui Zink, moderado por Inês Pedrosa, a realizar no próximo dia 2 de Março, pelas 18h30, na Casa Fernando Pessoa.

24 de fevereiro de 2011

Websites para download gratuito de eBooks


Uma lista de websites que disponibilizam eBooks gratuitamente. Dada a quantidade deste tipo de páginas existente na Internet, o post será actualizado sempre que necessário. Podem contribuir com as vossas sugestões na caixa de comentários. 
  "Project Gutenberg is the first and largest single collection of free electronic books, or eBooks. Michael Hart, founder of Project Gutenberg, invented eBooks in 1971 and continues to inspire the creation of eBooks and related technologies today."
  "A Europeana permite às pessoas explorar os recursos digitais de museus, bibliotecas, arquivos e colecções audiovisuais da Europa. Promove oportunidades de descoberta e de actividade num espaço multilingue onde os utilizadores podem colaborar, partilhando e sendo inspirados pela rica diversidade do património cultural e científico da Europa."
  "Google Books is a service from Google that searches the full text of books that Google has scanned, converted to text using optical character recognition, and stored in its digital database."
  "To date, we have gathered over 20 million records from a variety of large catalogs as well as single contributions, with more on the way.
  Open Library is an open project: the software is open, the data are open, the documentation is open, and we welcome your contribution."
  "A Biblioteca Nacional Digital foi lançada como projecto da BNP em Fevereiro de 2002, enquanto serviço de acesso em linha à cópia digital de documentos das suas colecções, integrando obras que desde 1998 já vinham sendo digitalizadas no contexto de exposições e outras actividades de difusão cultural da Instituição."
  "A Biblioteca Digital Camões pretende ser um repositório da cultura em língua portuguesa, tendo como principal critério a publicação de obras integrais, para leitura gratuita, sem necessidade de registos ou subscrição.
  A Biblioteca Digital Camões tem autores e edições no domínio público, mas também em edições actuais, protegidas por direitos conexos (fixação de textos, notas críticas, prefácios e posfácios…etc.), obras protegidas por direitos e de autores vivos. Consequentemente, cada edição publicada terá um nível de acesso que é resultado da expressão de uma vontade conjunta do Instituto Camões, I.P., e do editor e/ou instituição proprietária da edição."
  "ALMA MATER é a Biblioteca Digital de Fundo Antigo da Universidade de Coimbra, constituída por um vasto acervo de obras, em geral publicadas antes de 1940, valorizando importantes núcleos que integram o rico património bibliográfico e documental das bibliotecas de diversas faculdades, como é o caso da Faculdade de Direito, da Faculdade de Letras, do Departamento de Botânica da Faculdade de Ciências e Tecnologia e da Biblioteca Geral."
  "A Biblioteca Digital é um serviço da Biblioteca Central que tem como objectivo principal a edição, em formato digital, das publicações da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Para além das diversas séries da revista da FLUP e de todas as outras publicações periódicas, a Biblioteca Digital disponibiliza, também, as edições monográficas, nomeadamente anexos da Revista, actas de congressos, homenagens e outras colecções."
  "A Hemeroteca Digital, sítio da Hemeroteca Municipal de Lisboa (HML), tem por objectivo a construção duma biblioteca digital de jornais e revistas caídos em domínio público. Com este projecto pretende-se criar um sítio de referência para a consulta em linha e difusão pública do universo fascinante da imprensa periódica portuguesa."
  "O "Portal Domínio Público", lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras), propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores - Internet - uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral."
  “A Virtual Books (www.virtualbooks.com.br) surgiu em outubro 1998 com a idéia de ser uma biblioteca universal de textos eletrônicos, disponibilizando, inteiramente grátis para o mundo, textos em seis idiomas: Alemão, Espanhol, Francês, Inglês, Italiano, Português”
  "The WDL makes it possible to discover, study, and enjoy cultural treasures from around the world on one site, in a variety of ways. These cultural treasures include, but are not limited to, manuscripts, maps, rare books, musical scores, recordings, films, prints, photographs, and architectural drawings."
  "Books from the University of Michigan collection, scanned for preservation purposes. At present, there are over 30,000 volumes in the General Collection."
  "The Oxford Text Archive develops, collects, catalogues and preserves electronic literary and linguistic resources for use in Higher Education, in research, teaching and learning. We also give advice on the creation and use of these resources, and are involved in the development of standards and infrastructure for electronic language resources."
  "Since 2003, The Free Library has offered free, full-text versions of classic literary works from hundreds of celebrated authors, whose biographies, images, and famous quotations can also be found on the site."
  "Free-eBooks.net is maintained by a group of bibliophiles. Our mission is to promote literacy and share our author's messages with the world. We aim to accomplish this by providing quality services and free access of our eBooks to everyone."
  "Scribd is the world’s largest social reading and publishing company. We've made it easy to share and discover entertaining, informative and original written content across the web and mobile devices. Our vision is to liberate the written word, to connect people with the information and ideas that matter most to them."
  "Feedbooks is a cloud publishing and distribution service, connected to a large ecosystem of reading systems and social networks.
  Every month, Feedbooks distributes millions of books to an increasingly growing community of readers."
  "Many of the etexts are from the November, 2003 Project Gutenberg DVD, which contains the entire Project Gutenberg archives except for the Human Genome Project and audio eBooks, due to size limitations, and the Project Gutenberg of Australia eBooks, due to copyright. As of July 2004 most current PG texts are available here, usually within the week of release. There are also public domain and creative commons works from many other sources."
  "It's our mission to empower individuals, companies, and institutions to publish their documents across all digital platforms. Issuu is the fastest growing digital publishing platform in the world, but also a very popular destination site where people are engaging with the web's best publications and where publishers build their audience."

Lançamento da revista Bang! n.º 9


A nova edição da revista Bang! que, à semelhança do número anterior, se mantém gratuita, deverá estar disponível nas lojas Fnac a partir deste fim-de-semana. A  sua apresentação está marcada para o dia 4 de Março, pelas 21h30 na Fnac do Centro Comercial Colombo.

23 de fevereiro de 2011

Do Advento dos eBooks

Ao longo da sua evolução, o homem desenvolveu diversos suportes para sustentar um acto que eu diria essencial para o seu progresso: a leitura. O livro impresso dos nossos dias resulta de diversas revoluções, a nível do material de suporte (como as placas de barro, o papiro, o pergaminho e eventualmente o papel), de formato (destacando-se a mudança de manuscrito enrolado para o códice), da linguagem e da escrita (a invenção do alfabeto, a mudança de orientação vertical para a horizontal). Estes aperfeiçoamentos culminaram no livro tal como o conhecemos hoje, época em que nos defrontamos com uma nova revolução, desta feita, a proliferação de conteúdo em formato digital.
Esta mudança de paradigma é alimentada pelo progresso tecnológico das últimas décadas. Muito embora o crescimento do mercado digital venha, só agora, tornar essa mudança evidente, os primeiros livros electrónicos remontam aos anos 70, com a inauguração do Project Gutenberg em 1971, limitados, no entanto, a um público bastante restrito. Em 1991 a Sony lança o precursor dos eReaders modernos, o Sony Data Discman, um primeiro passo no desenvolvimento de um aparelho portátil de leitura.

Sony Data Discman

Entretanto surgem novos eReaders, como o Rocket ebook e o SoftBook, mas a inexistência de um mercado capaz de suportar estes dispositivos leva a que a sua produção seja descontinuada. Assim, só em 2006, com o lançamento da primeira versão do Sony Reader, é que a comercialização de eReaders e eBooks progride de forma significativa, tendência reforçada pela entrada da Amazon no mercado digital com o Kindle (2007), da Barnes & Noble com o Nook (2009), da Borders com o Kobo (2010) e, embora não com um dispositivo dedicado apenas à leitura, da Apple com o iPad (também em 2010).
Este crescimento é acompanhado de alguma apreensão por parte dos leitores, que se questionam acerca das potenciais vantagens do formato digital relativamente ao formato impresso, e se tais vantagens justificam o preço de um eReader. Essas duas barreiras (preço e hábito de leitura) começam rapidamente a cair por terra, dado que os eReaders se têm vindo a tornar mais acessíveis, aproximando-se da marca dos $100, e, por outro lado, reproduzem cada vez melhor as características de um livro impresso.
Os mais cépticos certamente se estarão a questionar acerca da necessidade de um dispositivo para emular a experiência de leitura que obtemos de um livro impresso, quando podemos recorrer a este último. A utilização dos eReaders justifica-se pelo facto de estes não serem uma simples imitação do livro, dado que procuram responder às desvantagens inerentes ao suporte físico e proporcionar novas funcionalidades, podendo-se enumerar, a título de exemplo:

·         Livros pertencentes ao domínio público – Estão disponíveis na Internet milhões de livros que podem ser descarregados de forma gratuita. A oferta tem vindo a melhorar não só em termos quantitativos mas também qualitativos, embora a disponibilidade de títulos em português seja ainda muito limitada.
·         Acessibilidade – O processo de compra e download de eBooks tem vindo a ser extremamente simplificado, proporcionando um acesso praticamente imediato aos eBooks comprados, não sendo necessário que o leitor se desloque a um ponto de venda graças à conexão com lojas online
·         Portabilidade – Aspecto especialmente relevante em termos profissionais ou académicos, dado que os eReaders nos permitem transportar uma grande quantidade de livros electrónicos.
·         Pesquisa – Possibilidade de pesquisar por palavras. A integração de dicionários nos eReaders permite também uma fácil consulta do significado de qualquer expressão.
·         Adaptabilidade – O leitor pode alterar várias definições de acordo com a sua preferência, entre as quais se destaca a possibilidade de modificar o tamanho e tipo de letra, ou a activação do modo text to speech que, tal como o nome indica, se trata de uma versão áudio (não só dos eBooks, mas dos próprios menus do eReader) que permite aos invisuais desfrutar do conteúdo que de outra forma lhes seria inacessível.
·         Preço – Em geral, o preço de um eBook é inferior ao da sua versão impressa, diferença que em alguns casos é bastante significativa.

Estas vantagens são uma amostra do que um eReader pode oferecer. Mas, no fundo, o aspecto que leva a que o formato digital tenha vindo a crescer, podendo, eventualmente, ultrapassar o formato tradicional, é o avanço constante da tecnologia, os novos melhoramentos que surgem a cada mês, um ritmo de evolução que não pode ser acompanhado por um suporte cujos aperfeiçoamentos essenciais já se deram nos últimos séculos. Certamente, nem todas as capacidades dos eReaders demonstram uma vantagem clara quando comparados com o livro impresso, pelo que a opção entre um ou outro formato, depende das necessidades específicas do leitor, que deve avaliar a utilidade de cada um dos formatos, lembrando-se sempre que a utilização de um, não exclui o uso do outro. Assim, estes recentes progressos devem ser encarados como uma nova ferramenta ao dispor dos leitores, e não como uma ameaça aos hábitos que estabeleceram até agora.

Kindle, Sony Reader e Nook Color

O futuro

As rápidas e vastas mudanças no mercado editorial tornam difícil vislumbrar com alguma certeza as consequências que terão a médio/longo prazo. É, no entanto, bastante claro que as editoras e as livrarias terão forçosamente de se adaptar a esta nova realidade, de modo a garantir a sua subsistência, algo que muito possivelmente resultará num crescimento do modelo print on demand, de modo a reduzir custos adaptando a oferta à procura. Por outro lado, a tendência para a eliminação de intermediários assim como o aumento de serviços de auto-publicação (como a Lulu ou, no caso de Portugal, a Bubok e o Sítio do Livro) resultará em mais oportunidades (mas também desafios) para novos autores que procuram disseminar o seu trabalho. O papel das novas tecnologias poderá revelar-se um importante factor para melhorar o nível de literacia nos países em desenvolvimento, contribuindo assim para o seu crescimento económico. Será também interessante verificar se dispositivos dedicados exclusivamente à leitura (como o Kindle) conseguirão competir com dispositivos multifuncionais (como o iPad), ou se se vão aproximar progressivamente destes últimos.
Finalizando, gostaria apenas de reforçar a ideia de que ambos os formatos podem coexistir, pelo que o advento dos eBooks vem alargar o leque de opções do leitor e, à semelhança da invenção da prensa móvel por Gutenberg, contribuir para a difusão da literatura, tornando-a mais acessível.

- - - - - - - - - - - - - - - - - -

Este texto foi originalmente publicado na rubrica Leitor Convidado do blogue Estante de Livros. Dentro em breve será aberta uma nova secção aqui no Falling into Infinity dedicada exclusivamente aos eBooks, secção essa que será desenvolvida ao longo das próximas semanas com alguns posts de referência como, por exemplo, uma lista de websites para download gratuito de eBooks. Assim que for inaugurada, podem aceder à nova secção através do respectivo atalho na barra de topo do blogue.

Prémio Literário Casino da Póvoa 2011 atribuído a Pedro Tamen

Foi hoje anunciado no Correntes d’Escritas 2011, que se realiza até dia 26 na Póvoa do Varzim, o vencedor do Prémio Literário Casino da Póvoa: Pedro Tamen com O Livro do Sapateiro. Os restantes nomeados podem ser consultados abaixo.
·         A Inexistência de Eva, Filipa Leal, Deriva

·         Anthero, Areia & Água, Armando da Silva Carvalho, Assírio & Alvim

·         Arado, A. M. Pires Cabral, Cotovia

·         Curso Intensivo de Jardinagem, Margarida Ferra, & Etc

·         Guia de Conceitos Básicos, Nuno Júdice, Dom Quixote

·         Mais Espesso que a Água, Luís Quintais, Cotovia

·         Necrophilia, Jaime Rocha, Relógio D’Água

·         O Anel do Poço, Paulo Teixeira, Caminho

·         O livro do sapateiro, Pedro Tamen, Dom Quixote

·         O viajante sem sono, José Tolentino Mendonça, Assírio & Alvim

22 de fevereiro de 2011

Nomeados para o Los Angeles Times Book Prize 2010

Foram hoje anunciados os finalistas da 31.ª edição dos Los Angeles Times Book Prizes. Os vencedores dos prémios, constituídos por dez categorias, serão anunciados no próximo dia 29 de Abril.
2010 Book Prize Finalists
Biography
- Miranda Carter, "George, Nicholas and Wilhelm: Three Royal Cousins and the Road to World War I" (Knopf)
- Selina Hastings, "The Secret Lives of Somerset Maugham" (Random House)
- Laura Hillenbrand, "Unbroken: A World War II Story of Survival, Resilience and Redemption" (Random House)
- Christopher Hitchens, "Hitch-22: A Memoir" (TWELVE/Hachette Book Group)
- Edmund Morris, "Colonel Roosevelt" (Random House)
Current Interest
- Jonathan Alter, "The Promise: President Obama, Year One" (Simon & Schuster)
- Sebastian Junger, "War" (TWELVE/Hachette Book Group)
- Michael Lewis, "The Big Short: Inside the Doomsday Machine" (W.W. Norton & Company)
- Joe Nocera and Bethany McLean, "All the Devils Are Here: The Hidden History of the Financial Crisis" (Portfolio/Penguin Group)
- Patti Smith, "Just Kids" (Ecco/HarperCollins)
Fiction
- Rick Bass, "Nashville Chrome" (Houghton Mifflin Harcourt)
- Richard Bausch, "Something is Out There: Stories" (Knopf)
- Jennifer Egan, "A Visit From the Goon Squad" (Knopf)
- Jonathan Franzen, "Freedom" (Farrar, Straus and Giroux)
- Frederick Reiken, "Day for Night"(Reagan Arthur Books/Hachette Book Group)
Art Seidenbaum Award for First Fiction
- Peter Bognanni, "The House of Tomorrow" (Amy Einhorn Books/Putnam)
- Leslie Jamison, "The Gin Closet" (Free Press/Simon & Schuster)
- Michael Sledge, "The More I Owe You" (Counterpoint)
- Christine Sneed, "Portraits of a Few People I've Made Cry: Stories" (University of Massachusetts Press) 
- Tatjana Soli, "The Lotus Eaters" (St. Martin’s Press)
Graphic Novel
- Adam Hines, "Duncan the Wonder Dog: Show One" (Adhouse Books)
- Dash Shaw, "Bodyworld" (Pantheon)
- Karl Stevens, "The Lodger" (KSA Publishing)
- C. Tyler, "You'll Never Know, Book Two: Collateral Damage" (Fantagraphics)
- Jim Woodring, "Weathercraft" (Fantagraphics)
History
- Ron Chernow, "Washington: A Life" (The Penguin Press)
- John W. Dower, "Cultures of War: Pearl Harbor/Hiroshima/9-11/Iraq" (W.W. Norton & Company and The New Press)
- Susan Dunn, "Roosevelt's Purge: How FDR Fought To Change the Democratic Party" (The Belknap Press of Harvard University Press)
- Thomas Powers, "The Killing of Crazy Horse" (Pantheon)
- Steven Solomon, "Water: The Epic Struggle for Wealth, Power, and Civilization" (HarperCollins)
Mystery-Thriller
- Tom Franklin, "Crooked Letter, Crooked Letter" (William Morrow)
- Tana French, "Faithful Place" (Viking)
- Laura Lippman, "I'd Know You Anywhere" (William Morrow)
- Stuart Neville, "Collusion" (SoHo Press)
- Kelli Stanley, "City of Dragons" (Minotaur Books/A Thomas Dunne Book)
Poetry
- Henri Cole, "Pierce the Skin: Selected Poems, 1982-2007" (Farrar, Straus and Giroux)
- Maxine Kumin, "Where I Live: New & Selected Poems 1990-2010" (W. W. Norton & Company)
- Yehoshua November, "God's Optimism" (Main Street Rag)
- Craig Santos Perez, "From Unincorporated Territory {Saina}" (Omnidawn)
- Ed Roberson, "To See the Earth Before the End of the World"  (Wesleyan University Press)
Science & Technology
- Oren Harman, "The Price of Altruism: George Price and the Search for the Origins of Kindness" (W. W. Norton & Company)
- Siddhartha Mukherjee, "The Emperor of All Maladies: A Biography of Cancer" (Scribner)
- Naomi Oreskes and Erik M. Conway, "Merchants of Doubt: How a Handful of Scientists Obscured the Truth on Issues from Tobacco Smoke to Global Warming" (Bloomsbury USA)
- Lauren Redniss, "Radioactive: Marie & Pierre Curie: A Tale of Love and Fallout" (It Books/HarperCollins)
- Rebecca Skloot, "The Immortal Life of Henrietta Lacks" (Crown)
Young Adult Literature
- Marc Aronson and Marina Budhos, "Sugar Changed the World: A Story of Magic, Spice, Slavery, Freedom and Science" (Clarion Books/Houghton Mifflin Harcourt)
- Stephanie Hemphill, "Wicked Girls: A Novel of the Salem Witch Trials" (Balzer & Bray/HarperCollins)
- Jonathan Stroud, "The Ring of Solomon" (Disney/Hyperion Books for Children)
- Megan Whalen Turner, "A Conspiracy of Kings" (Greenwillow/HarperCollins)
- Rick Yancey, "The Curse of the Wendigo {The Monstrumologist}" (Simon & Schuster Children's Publishing)
2010 Robert Kirsch Award
-
Beverly Cleary (HarperCollins Children's Books)
2010 Innovator’s Award
- Powell’s Books,
Portland, Ore.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...